A República contra a Máquina

1- Não o mero viver, mas a busca da vida bela. 2- A Liberdade não se negocia, a Paz sim. "Pode-se imaginar um prazer e força na auto-determinação, uma liberdade da vontade, em que um espírito se despede de toda crença, todo desejo de certeza, treinado que é em se equilibrar sobre tênues cordas e possibilidades e em dançar até mesmo à beira de abismos. Um tal espírito seria o espírito livre por excelência" (Nietzsche. Gaia Ciência, parágrafo 347)

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

terça-feira, abril 03, 2007

Comparação entre republicanismo e liberalismo


2 Comments:

Anonymous Leonel said...

Nessa classificação muitos socialistas poderiam ser encarados como "liberais"? Como ficam as diferenças entre esquerda e direita a partir dessa divisão entre republicanismo e liberalismo?

04 abril, 2007 18:33  
Blogger Brutus said...

É verdade, com esta divisão podemos dizer que existem socialistas "liberais", mas também socialistas "republicanos". Existe uma esquerda liberal e uma esquerda republicana. Com a direita pode ser feita a mesma divisão. Depende da visão que predomina a respeito da concepção de liberdade, de indivíduo e de Estado.

O anarquista pode ser um exemplo extremo de esquerda "liberal". Entre os marxistas podemos encontrar as duas tendências (liberal e republicana). Como exemplos imperfeitos, podemos citar Marcuse como um marxista mais "liberal" e Benjamin como um marxista mais "republicano".

Um neoliberal como Hayek, Roberto Campos etc, pode ser entendido como representante da direita liberal, por serem individualistas e anti-estatais. A direita com tendência republicana não é anti-Estado nem individualista, partilha da visão comunitarista dos consevadores e valoriza o Estado.

É uma divisão que perpassa todo o espectro político e ideológico desde o séc. XIX.

05 abril, 2007 11:48  

Postar um comentário

<< Home

counter